Epagri se integra a RCT-SC melhorando a conectividade de suas unidades

Desde 17 de maio de 1995, por ocasião da assinatura do protocolo de cooperação da a Epagri participa da iniciativa RCT-SC, sempre em busca de melhorias no seu acesso a informações de ciência e tecnologia.

Inicialmente suas unidades estavam ligadas às instituições de ensino que sediavam os Pontos de Presença no interior do estado, de acordo com a topologia adotada na ocasião (21 pontos de presença). Em um segundo momento, acompanhando a evolução da rede, teve suas conexões ligadas a FAPESC, grande mantenedora desta rede acadêmica.

Os circuitos iniciaram com velocidades de 64 kbps e, na medida do aumento da demanda ou do porte da unidade, chegaram a 2 Mbps. A possui escritórios em todos os municípios do estado (alguns com mais de uma unidade), e chegou a ter 92 circuitos de dados com a RCT-SC.

A integração da Epagri com os demais órgãos do Setor Público Agrícola Estadual, também participantes da rede acadêmica e interligados a ela, foi facilitada e mesmo ampliada. Pode-se citar principalmente:

  • SDA – Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura (atual Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca)
  • CIDASC – Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina
  • Instituto Cepa/SC – Instituto de Planejamento e Economia Agrícola de Santa Catarina