Expansão do backbone da redeUFSC com tecnologia Gigabit Ethernet

Em  enquanto  a tecnologia ATM (Asynchronous Transfer Mode)  estava em declínio como solução para as redes de campus, praticamente sem evolução e com número reduzido de fornecedores a tecnologia Gigabit Ethernet  estava se popularizando e tornando-se o padrão de fato para esta categoria de redes. A avaliação deste cenário levou  a UFSC a optar pela criação de um backbone Gigabit Ethernet em adição ao backbone ATM disponível e em evolução desde 1995.

O backbone  continuou a utilizar as tecnologias de enlace ATM LANE ( Local Area Network Emulation),  Classical IP e MPOA (Multi-Protocol Over ) enquanto o backbone Ethernet iniciou seu funcionamento com a tecnologia de enlace IEEE 802.1Q, padrão este que suporta VLANs (Virtual Local Area Network).

Os equipamentos utilizados no núcleo da redeUFSC, para o backbone ATM, eram 4 comutadores IBM 8265, 4 servidores LANE, e roteadores para a distribuição e acesso a esse backbone. Também foram disponibilizados 25 switches IBM 8271 com 1 interface /155 e 24 portas de 10 Mbps. Para o backbone Gigabit Ethernet que estava sendo construído, o core consistia em 1 comutador/roteador RS/8000 Riverstone, que por possuir interfaces físicas e Gigabit Ethernet foi utilizado como gateway entre os dois backbones, 1 comutador/roteador RS/3000 Riverstone e 1 comutador/roteador XP-2400 Enterasys. Para a distribuição e acesso foram disponibilizados equipamentos diversos, de baixa capacidade de processamento e densidade de portas.